Uma instituição como a UFRJ possui um número muito grande de funcionários, todos eles, com necessidades legais. Para administrar a demanda de requerimentos e processos, a Universidade conta com uma seção estratégica chamada Protocolo. Por lá, passam diariamente cerca de 250 a 300 processos, que variam desde auxílio funeral a ressarcimento do plano de saúde.

Legislação:

Portaria Normativa Nº 5

 

Equipe:

Carlos Guedes

José Carlos

Márcio Motta

Marcel Guedes - Chefe do Serviço de Protocolo

 

Contatos

Tel.: 3938-0467

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 


 

Abertura de Processo - Dicas

 

- Nunca utilizar “títulos” para identificar o interessado (professor, doutor, diretor, etc).


- Evite que o Processo retorne - Na abertura do processo, a folha de Requerimento, tem que ser numerada e rubricada conforme as demais folhas. Não havendo o procedimento correto o processo retornará para a unidade de origem.


- Não adianta o processo ser liberado somente na Guia de Processo. Ele tem que ser liberado também no sistema SAP (sistema de acompanhamento de processos).


- Num mesmo processo não podem constar dois assuntos diferentes. Na confecção do processo, o assunto que deu origem ao Requerimento, tem que ser o mesmo assunto da etiqueta do processo.


- Juntada Por Apensação. Somente a DGDI pode anexar ou apensar processos.


- Veja sempre as orientações impressas na capa e contra capa do processo.

 

 


 

ouvidoria          conhecendo ufrj                 link acessoInformacao                      portal transparencia                

Rua Paulo Emídio, 485, Parque Tecnológico - Cidade Universitária, Campus do Fundão - Cep: 21941-901A

UFRJ PR4 - Pró-Reitoria de Pessoal
Desenvolvido por: TIC/UFRJ